Emagrecer é difícil? Você sabe por que?

Eu quero emagrecer, eu quero perder peso, mas não consigo. Por que?

Feche os olhos e imagine um prato cheio de brócolis. Visualize agora uma bacia enorme, transbordando maçãs verdes picadas. Você sente aquela atração tremenda, e uma compulsão absurda para se esbaldar nesses dois pratos? Aposto que não, e é exatamente por isso que eu escrevi este post…eu quero ajudar você que está buscando emagrecer e não consegue.

Toda Maratona Começa com o primeiro passo.”

Para quem está magro e disposto, é fácil falar que a responsabilidade por emagrecer é de cada um, e que se a gordura cresce na nossa barriga, é porque somos desleixados e fracos. Só que eu tenho que te dizer uma coisa…

Não é bem assim! E eu vou te mostrar como emagrecer de verdade pode sim ser algo prazeroso e pra sempre!

emagrecer

Gostou do que está por vir? Então compartilhe esse post com seus amigos e ajude cada vez mais pessoas a encontrarem seu foco e serem bem-sucedidas.

Chega a ser uma injustiça falar que emagrecer 3 kg de forma saudável e duradoura é uma tarefa fácil.

Nada é permanente, exceto a mudança.” Heráclito

Se quando você vê um gordinho comendo um Mc Donald’s ou tomando coca-cola já pensa que ele é um fraco, então você precisa entender que não é apenas exercendo mais auto-controle, e nem tendo mais força de vontade que ele vai conseguir queimar aquele pneuzinho que a cada ano aumenta mais e mais. E se você é esse gordinho, saiba que isso também vale para você.

É preciso muito mais do que autocontrole para combater a obesidade que se alastra pelo mundo, e que está cada vez mais forte. Vamos emagrecer o mundo juntos, começando pela sua casa.

Eu concordo sim que as pessoas devem fazer melhores escolhas em cada refeição, devem evitar o excesso de comida, reduzir (até parar) do dia a dia o refrigerante, o cigarro e os alimentos processados.

Mas mesmo assim eu concordo que nem sempre isso é possível, principalmente se estivermos sozinhos e querendo emagrecer do dia pra noite.

Os grandes canais de TV e a indústria alimentícia sempre tentam nos levar a crer que não existem alimentos do mau, e que tudo é uma simples questão de equilíbrio e moderação.

Vamos deixar bem claro que a culpa de você tomar cada vez mais e mais refrigerante é sua, e não minha! Só que isso é apenas uma meia verdade…

Esse equilíbrio é lindo, e parece bom demais na teoria, mas entenda que essa proposta sedutora de EQUILÍBRIO e MODERAÇÃO para emagrecer é uma FURADA.

O que acontece no seu corpo quando você ingere um biscoito recheado, uma coxinha com catupiry ou um suco de caixinha não permite que você exercite a moderação, e é justamente por isso que eu te digo: a MODERAÇÃO é o que te ENGORDA, e eu vou te provar isso!

Você acredita em teoria da conspiração?

emagrecer lutando contra a indústria alimentícia

Então não se surpreenda com isso aqui que vou te contar.

Não é segredo para ninguém que a indústria “maléfica” dos alimentos cria e produz cada vez mais os alimentos processados, os açúcares refinados e as gorduras vegetais. Também não é mais segredo que tudo isso é milimetricamente criado para nos causar dependência, pois são biologicamente viciantes.

Eu digo que não é segredo porque existem milhares de estudos que demonstram esse poder viciante dos processados no nosso corpo. Isso significa que os alimentos da moderação, por si só, são a primeira barreira para quem quer emagrecer.

Mas tudo bem!

Mesmo com todos os estudos e pesquisas que demonstram a dependência causada por alimentos processados, se você ainda acha que isso pode ser apenas mais uma teoria da conspiração, e que a moderação é possível sim, basta ter força de vontade, eu vou te fazer uma pergunta…de novo!

Voltando ao exemplo inicial…feche os olhos e visualize um prato cheio de brócolis.

Imagine agora uma bacia enorme transbordando maçãs verdes picadas.

Você sente aquela atração tremenda, e uma compulsão absurda para se esbaldar nesses dois pratos? Do mesmo jeito que eu fiz lá no início, ainda aposto que não! 😉

Agora, feche novamente os olhos (feche de verdade) e veja à sua frente um pote de sorvete especial.

Imagine à sua frente uma bandeja cheia de salgadinhos de festa e outra com brigadeiros que acabaram de ficar prontos, ou então que já estão geladinhos…como você preferir…

Poucas são as pessoas que comem apenas um ou dois salgadinhos, um brigadeiro e ficam sentados até a festa acabar, satisfeitas com o que comeram. Esses pratos, e tudo que estiver por ali, com certeza acabará antes da noite chegar ao fim! E outros pratinhos chegarão e junto com eles, refrigerante ou cerveja. E quando mais de uma festas acontece no mesmo dia, emagrecer parece ainda mais difícil…já que você acaba se empanturrando nas duas, mesmo sem fome! Certo?

Com essa rápida experiência, é fácil você mesmo perceber o quão esses brigadeiros, sorvetes, salgadinhos e todos os processados que estão na nossa vida, dia após dia, são verdadeiramente viciantes.

Se são viciantes significa que eles causam SIM dependência. Significa que a moderação com eles NÃO vai deixar você emagrecer.

É justamente por isso que eu disse lá atrás que a ideia de moderação, pregada e propagada pela indústria alimentícia, não funciona quando você precisa e quer muito emagrecer.

Imagine um alcoólatra. Você acha mesmo que se ele quiser largar o vício, basta que ele consuma uma cervejinha apenas por dia? Você aconselharia um alcólatra a beber com moderação para conseguir largar o vício? E um viciado em cocaína? Basta consumir um pouquinho todo dia que ele vai se ver livre do vício em pouco tempo? Tenho certeza que você concorda que este não é o caminho para a limpeza.

Existem mecanismos biológicos específicos que orientam o comportamento viciante, e você precisa conhecê-los se quer emagrecer de verdade.

Você realmente acredita que vai conseguir sentar ao lado daquele brigadeiro e conseguir se segurar? Comer 1 só? Eu também não! E é justamente por isso que essa ideia de moderação não funciona para quem quer emagrecer de verdade, com saúde e para sempre.

Vício é vício, e a melhor forma de lutar contra ele é fazer a limpeza do organismo, para que o corpo não controle sua mente na busca por um pouquinho do vício a cada dia.

Ninguém escolhe ser um viciado em cocaína, drogado ou bêbado. Ninguém escolhe ser gordo também, e se esse é o seu caso, saiba que eu te entendo perfeitamente.

Eu fui idealizador e fundador do Instituto Nacional Vida Saudável, que promoveu os maiores congressos online de saúde do brasil, e nossos produtos e serviços chegaram a quase 200.000 pessoas em todo país.  Eu vi de perto, dentro das nossas comunidades, a dor da mudança (e a vitória de muitos) nos olhos e nas fotos, nos resultados apresentados pelas pessoas que conseguiram, orgulhosas de si mesmas e com muitos exemplos para ensinar. Pais e avós que conseguiram voltar a brincar com os netinhos no chão, ou mães mais esbeltas e magras, em vestidos que não cabiam mais, saindo pra jantar com a família…jovens que, desde a infância obesas, voltavam a se sentir cheias de vida novamente.

Por isso tudo eu te digo que sei exatamente o que você tem passado. Acompanhei de perto milhares de casos, e entendo perfeitamente como os comportamentos que criam esses vícios surgem. Ele são baseados em de centros de recompensa neuroquímicos primitivos do cérebro, que anulam grande parte da nossa força de vontade e oprimem os sinais biológicos que controlam os mecanismos de fome.

Mesmo que uma pessoa obesa queira muito emagrecer, não só pela parte estética, mas principalmente para ter uma saúde melhor, com menos riscos de hipertensão, diabetes, artrites e câncer, isso é muito difícil. Eu digo isso não porque ela não tem força de vontade, mas muito provavelmente porque ela está viciada.

Já foi comprovado em laboratório, várias e várias vezes, que o vício em refinados e processados é muito mais forte do que por exemplo o vício em álcoolcocaína ou heroína. Veja por exemplo este artigo científico.

Quase sempre, quem está acima do peso não consegue emagrecer principalmente porque ele está viciado, e não porque ele simplesmente quer continuar gordo.

Esse vício é desenhado de tal forma que a indústria alimentícia sabe exatamente quanto de um determinado produto você precisa consumir para que tenha uma grande chance de se tornar viciado. E acredite, essa quantidade não é alta.

Depois que estamos biologicamente ligados aos alimentos viciantes, essa dependência produzida faz com que a gente queira mais e mais, tanto quanto possível.

Já que é difícil reconhecer essa dependência causada por comidas processadas, e é fácil perceber que álcool, cigarros e drogas viciam de verdade, uma boa comparação a se fazer é analisar as semelhanças entre esses tipos de vícios.

A comparação abaixo mostra claramente como o vício em processados é real e está mais próximo das nossas vidas do que imaginamos. Os critérios psiquiatricos enumerados a seguir são usados para diagnosticar dependências químicas:

  1. Critério psiquiátrico: a substância é ingerida/utilizada em grande quantidade e por muito tempo.
    • Este é um sintoma clássico em pessoas que habitualmente comem demais.
  2. Critério psiquiátrico: O desejo de consumir é persistente e já se tentou repetidas vezes (frustradas) de parar o consumo.
    • Imagine a quantidade de dietas sem sucesso as pessoas acima do peso já tentaram ao longo da vida.
  3. Critério psiquiátrico: Enorme esforço para poder obter e utilizar a substância, ou para recuperar-se do vício.
    • Considere essa energia as tentativas de emagrecer sem sucesso, que levam a um enorme gasto de tempo e dinheiro.
  4. Critério psiquiátrico: Contato social, ocupações e recreações são reduzidas ou abandonadas.
    • Isso é comum em muitas pessoas que estão gordas e longe do corpo dos seus sonhos.
  5. Critério psiquiátrico: O uso contínuo é persistente apesar do conhecimento de consequências adversas.
    • Qualquer pessoa que está doente e gorda quer perder peso, pois sabe os efeitos adversos na sua saúde. Mesmo usando com moderação alimentos diet e light não conseguem, já que esses light e diet estão disfarçados de bons moços, mas também são criados para causar dependência (também são processados).
  6. Critério psiquiátrico: Aumento da tolerância.
    • Basicamente, você precisa comer cada vez mais daquele alimento viciante para sentir prazer e satisfação.
  7. Critério psiquiátrico: Sintomas de abstinência característicos.
    • Muitas pessoas passam por uma crise de abstinência nos primeiros dias (dor de cabeça é um bom exemplo) quando retiram certos alimentos viciantes da sua dieta.

gordo tentando emagrecer

Poucos de nós estamos livres desses padrões viciantes.

Pare e pense o que você sente quando vê aquela garrafa de coca-cola geladinha, ou uma xícara de chocolate quente no inverno.

Será que essa vontade é algo dentro do normal ou tem alguma coisa além disso? Algum vício escondido?

Provavelmente você vai descobrir que o seu comportamento passa por efeitos biológicos muitas vezes involuntários que levam ao excesso de consumo. Se isso for verdade, aposto que a maior parte dos comportamentos viciantes listados acima fazem sim parte da sua vida, e é bem provável que esses comportamentos são os responsáveis por não deixar você emagrecer.

Por isso, por mais que você diga Eu Quero Emagrecer, os mecanismos necessários para quebrar esse ciclo são mais complicados e requerem mais do que uma simples declaração dessas. Quando você está viciado sem saber, você precisará muito mais do que a sua força de vontade para conseguir emagrecer.

Pesquisadores da Universidade de Yale, no estudo conduzido por Gearhardt, A.N. e Corbin, W.R. sobre a definição de uma Escala de Comidas Viciantes, fizeram as seguintes declarações. Se você se identifica com alguma (ou várias) dessas declarações, provavelmente você é mais uma vítima do vício fabricado pela indústria alimentícia:

  • Eu acho que quando eu começo a comer certos alimentos, eu acabo comendo muito mais do que eu desejava no início.
  • Ter que deixar de comer certos tipos de alimento é algo que me deixa bastante preocupado, porque eu gosto muito.
  • Eu passo muito tempo me sentindo lento e cansado quando como demais este alimento.
  • Mesmo sentindo que depois de comer certos alimentos eu tenho problemas emocionais e físicos, continuo consumindo esse alimentos, cada vez em maior quantidade.
  • Com o tempo, eu descobri que eu preciso comer mais e mais dessa comida para conseguir a redução de emoções negativas ou o aumento do prazer.
  • Meu comportamento em relação à comida faz com que eu fique triste comigo mesmo.

Como esse vício em comidas processadas e refinadas é real, e tende a aumentar sempre que você vai se alimentar, aposto que a pergunta que surge em sua cabeça agora é “O Que Fazer para Emagrecer, já que posso estar mesmo viciado?”

Detox: Emagrecer pode ser fácil!

Desintoxique seu corpo e Emagreça! Cadastre-se gratuitamente e aprenda a fazer um Detox de Verdade!>

O que fazer para Emagrecer com Saúde?

Antes de tudo, lembre-se que se você tem uma luta pessoal com a balança, e se você se identificou com a lista de frases de quem tem algum tipo de vício com a comida, lembre-se de que isso não é uma falha moral ou a falta de força de vontade.

O vício em comidas processadas e refinadas é real e é quem te controla, sempre que você pensa em se alimentar.

Assim, antes de pensar em reeducação alimentar, cardápio saudável, receitas livres de químicos desenhados para te viciar, você precisa aceitar que o vício nessas comidas processadas existe e pode estar te controlando.

Reconhecer o vício é o primeiro passo na direção do emagrecimento saudável, definitivo e para toda a vida.

A partir daí, é preciso buscar algum mecanismo para quebrar o vício em alimentos processados e refinados.

Lembra que não adianta pedir para um alcólatra se limitar a apenas uma cervejinha por dia para curar seu alcolismo? É preciso ficar sem beber mesmo, até que o álcool não tenha mais aquele poder de controle sobre o seu corpo e suas decisões.

Se você quer mesmo quebrar esse ciclo negativo de dependência em comidas processadas, essas técnicas abaixo podem ajudar a eliminar do seu organismo as toxinas viciantes:

  1. Elimine refrigerantes, adoçantes e açúcares refinados da sua alimentação. No lugar, substitua por chás de ervas e sucos de vegetais e frutas (use nos sucos as frutas de baixo índice glicêmico).
  2. Dê preferência para alimentos que vêm diretamente da natureza. Ao invés de abastecer sua casa com alimentos de prateleira, prefira ir à feira.
  3. Vegetais, frutas e animais? Prefira sempre os orgânicos. Alimentos de feira orgânicos são mais limpos, e isso contribui quando o assunto é desintoxicar o organismo. Além de não estarem na categoria de alimentos processados, os orgânicos são livres de agrotóxicos, altamente nocivos à saúde.
  4. Uma vez por dia, de preferência de manhã, use alguma receita de suco emagrecedor. Sucos emagrecedores são normalmente desintoxicantes. São os famosos sucos detox (faça em casa, pois os prontos, de caixinha, são alimentos processados, que queremos evitar). O Suco Detox Queima Gordura é uma receita das que eu mais gosto. É deliciosa, nutritiva e eu normalmente uso como meu lanche da manhã ou da tarde. Coloquei essa receita no final da página. Se não entender alguma coisa, ou quiser fazer alguma substituição, escreva nos comentários que terei o prazer em responder.

Essas dicas são excelentes armas contra esses vícios desenhados pela indústria “maléfica” de alimentos. Emagrecer sozinho não é uma tarefa fácil quando estamos viciados. Use e abuse dessas dicas, perceba seu corpo desinchar, e aos poucos sinta que você está recuperando o controle sobre o que decide comer a cada dia. Isso é um sinal de que você está ficando desintoxicado e cada vez menos viciado.

Agora, uma perguntinha para você: antes de ler este artigo, você já tinha parado para pensar sobre essa questão dos vícios alimentares? Se sim ou se não, você tem alguma estratégia eficaz que ajude quem está verdadeiramente viciado em algum tipo de alimento?
Pode compartilhar comigo? 😉

Escreva no campo de comentários aqui embaixo, e isso vai me ajudar muito a fazer novos posts como este, só que eu vou poder postar textos sobre exatamente aquilo que você quer saber: como perder peso, sucos detox, o que nos intoxica e engorda a cada dia…

Um abraço!
Tiago

Ps.: escrevi um post falando das 13 razões para se beber Sucos Detox Diariamente.


Suco Emagrecedor: Suco Detox Queima Gordura

Ingredientes:

  • 6 folhas de Couve manteiga
  • 3 cenouras médias
  • 1 limão descascado
  • 3 cm de gengibre fresco
  • 1 rodela de abacaxi (2 cm)
  • 1 punhado de folhas de hortelã
  • 1 xícara de gelo

Modo de Preparo na Juicer: coloque todos os ingredientes na juicer. Lembre-se de colocar tanto o gengibre quanto a hortelã junto a outros ingredientes na juicer (processador). Isso é para que consiga extrair o máximo de suco desses ingredientes.

Modo de Preparo no Liquidificador: coloque todos os ingredientes cortados em, no máximo, tamanhos de 2 cm e bata com 150 ml de água. Inicie em velocidade média e quando não houver mais pedaços inteiros, aumente para velocidade máxima e espere liquefazer bem. Retire do liquidificador, coe e sirva.

Benefícios deste suco:

Esta receita é um anti-inflamatório natural. Rico em Ômega-3, possui anti-oxidantes que promovem saúde à sua pele, ossos e olhos. Fonte de vitamina C, fortalece o sistema imunológico e ajuda a prevenir a proliferação de bactécias patogênicas. Além disso, essa combinação contribui para a redução de níveis de colesterol ruim, e é um diurético poderoso contra a formação de cálculos renais.